31 outubro 2011

Observações a meu respeito - Parte I.

Em mais uma tentativa frustrada de adormecer, encontro-me, mais uma vez, perdida em meus pensamentos. Penso no possível, sonho com o improvável, evito o impossível, e tenho certa aversão ao 'comum'.
O que me deixa, um pouco, mais aliviada, é que dessa vez estou mais desiludida e certa das consequências possíveis. Claro que, esse certo 'conforto' emocional não veio assim, do nada, foram certas decepções recentes que me fizeram abrir mais os olhos.
Notei em mim certa curiosidade por coisas novas, que na verdade acho que sempre esteve presente, mas que nunca tive coragem de assumir a mim mesma, como se isso fosse a coisa mais errada e repugnante do mundo.
Descobri, que nem sempre o amor encontrado é o que vai permanecer próximo a mim, para sempre. Descobri que minha capacidade de amar vai além do que penso, e que posso ser amada, também, e que esse amor vai perdurar, só não do jeito esperado.
Observei também que, realmente, talvez ser advogada seja mesmo o que está em meu futuro. E mais ainda, não desejo apenas advogar, almejo o judiciário. Percebi que há muitas coisas que não admito e que se puder fazer qualquer coisa que esteja ao meu alcance para que tudo se resolva da forma mais justa possível, assim será.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar, seu LEEEMDO(A)!
Você me deixou FELIZOOOOOOOOOOONA! *-----*
Volte sempre, e sempre, e sempre, e sempre... e sempre³!
Cheirinhos da tia, Lola ;**

Tamanho original
Volte Sempre!